Aqui não temos morada permanente: recado da “Covid-19”

0

Todos os dias, nos meios de comunicação social, se nos dá conta dos inúmeros e perigosos casos de pessoas que se encontram infectadas com um vírus violento, ao que sabemos, oriundo da China. Designam-no por vários nomes e sabemos que ele produziu, segundo a linguagem dos dirigentes da Organização de Saúde (OMS) uma pandemia, isto é, uma epidemia que se está a tornar (ou já é) universal. São vários milhares de pessoas que morreram até agora por sua causa.

Deve iniciar sessão para continuar a ver este conteúdo...Por favor . Ainda não está registado? Associe-se!