Semana de Oração vai evocar mortes no Mediterrâneo

0

A semana anual de oração pela unidade dos cristãos, que une milhões de pessoas de várias Igrejas, entre 18 e 25 de janeiro, vai recordar em 2020 os migrantes e refugiados que são vítimas de naufrágios no Mediterrâneo.
A reflexão é proposta pelas comunidades cristãs do arquipélago maltês, a partir do relato bíblico do naufrágio de São Paulo II (século I), que o levou até à ilha de Malta, onde, segundo o livro dos Atos dos Apóstolos, foi tratado com “invulgar humanidade”.

“Hoje muitas pessoas estão a enfrentar terrores semelhantes, nesses mesmos mares. Os lugares mencionados no texto também fazem parte das histórias de migrantes de tempos modernos”, refere a proposta de reflexão, publicada em conjunto pelo Conselho Pontifício para a Promoção da Unidade dos Cristãos (Santa Sé) e a Comissão Fé e Constituição do Conselho Mundial das Igrejas.