Associação Médica Mundial e religiões monoteístas, em simultâneo reafirmam oposição à eutanásia e ao suicídio medicamente assistido, apelando à sua proibição

0

A Associação Médica Mundial é uma organização internacional que representa clínicos de cerca de uma centena de países, incluindo Portugal.

Na assembleia anual da Associação Médica Mundial, que decorreu na Geórgia, foi feita uma revisão da Declaração sobre Eutanásia e Suicídio Medicamente Assistido. Após um “intenso processo de análise” Associação Médica Mundial reafirmou a sua oposição à eutanásia e ao suicídio medicamente assistido, reiterando o seu forte compromisso aos princípios da ética médica, cujo dever é respeitar a vida humana, “nenhum médico deve ser forçado a participar da eutanásia ou suicídio assistido, nem deve ser obrigado a tomar decisões de encaminhamento para esse fim”.

O resto deste conteúdo é reservado a Assinantes. Por favor faça . Ainda não é Assinante? Torne-se Assinante!