Imaculado Coração de Maria – Ano A – 8 de Dezembro

0

I LEITURA
Génesis 3, 9-15, 20

Leitura do Livro do Génesis

Depois de Adão ter comido do fruto da árvore proibida, o Senhor Deus chamou-o e disse-lhe: «Onde estás?». Ele respondeu: «Ouvi o rumor dos Vossos passos no jardim e tive medo, porque estava nu; e então escondi-me». Disse Deus: «E quem te deu a conhecer que estavas nu? Terias tu comido dessa árvore da qual te proibira comer?». O homem respondeu: «A mulher que puseste minha companhia é que me deu dessa árvore, e eu comi». O Senhor Deus perguntou à mulher: «Que fizeste?» E a mulher respondeu: «A serpente enganou-me, e eu comi». Disse então o Senhor Deus à serpente: «Por teres feito semelhante coisa, maldita sejas entre todos os animais domésticos e todos os animais selvagens. Hás-de rastejar e comer do pó da terra, todos os dias da tua vida. Estabelecerei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a descendência dela. Esta há-de atingir-te na cabeça, e tu a atingirás no calcanhar». O homem deu à esposa o nome de Eva, porque se haver tornado a mãe de todos os homens.
Palavra do Senhor

SALMO RESPONSORIAL
97 (98), 1, 2-3ab 3cd-4 (Ref. 1ab)

Refrão: Cantai ao Senhor um cântico novo, pelas maravilhas que Ele operou.

Cantai ao Senhor um cântico novo,
pelas maravilhas que Ele operou.
A Sua mão e o Seu santo braço
Lhe deram a vitória.

O Senhor deu a conhecer a salvação,
revelou aos olhos das nações a Sua justiça.
Recordou-Se da Sua bondade e fidelidade
em favor da Casa de Israel.

Os confins da Terra puderam ver
a salvação do nosso Deus.
Aclamai o Senhor, Terra inteira,
exultai de alegria e cantai.

II LEITURA
Efésios 1, 3-6, 11-12

Leitura da Epístola de S. Paulo aos Efésios

Meus irmãos: Bendito seja Deus e Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo, que, lá dos Céus, nos encheu com toda a espécie de bênçãos espirituais em Cristo. Foi assim que, n’Ele, nos escolheu, antes da criação do mundo, a fim de sermos, na caridade, santos e irrepreensíveis diante d’Ele. Destinou-nos de antemão a sermos Seus filhos adoptivos mediante Jesus Cristo, por benevolência da Sua vontade, para louvor da sua glória da Sua graça, com a qual nos favoreceu em Seu Filho predilecto. Foi n’Ele também que nos tornámos herdeiros. E, conforme o desígnio de quem tudo realiza pela decisão da Sua vontade, nós fomos previamente destinados a ser, para louvor da Sua glória, aqueles que de antemão esperaram em Cristo.
Palavra do Senhor

ACLAMAÇÃO ANTES DO EVANGELHO
Lucas 1, 28

Refrão: Aleluia. Repete-se   

Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco; bendita sois Vós entre as mulheres. Refrão

EVANGELHO
Lucas 1, 26-38

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas

Naquele tempo, foi o Anjo Gabriel enviado por Deus, a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, a uma Virgem que era noiva de um homem da casa de David, chamado José. O nome da Virgem era Maria. Ao entrar onde ela estava, disse o Anjo: «Savé, ó cheia de graça, o Senhor está contigo. Bendita és Tu, entre as mulheres». A estas palavras, Ela perturbou-Se e ficou a pensar no que seria aquela saudação. Disse-lhe o Anjo: «Maria, não tenhas receio, pois achaste graça diante de Deus. Hás-de conceber e dar à luz um filho, ao qual porás o nome de Jesus. Ele será grande e chamar-Se-á “Filho do Altíssimo”. O Senhor Deus dar-Lhe-á o trono de Seu pai, David, reinará para sempre na casa de Jacob, e o Seu reinado não terá fim». Maria disse ao Anjo: «Como será isto, se Eu não conheço homem?». Respondeu-lhe o Anjo: «O Espírito Santo virá sobre Ti, e a força do Altíssimo Te cobrirá da Sua sombra. Por isso mesmo é que o Santo que vai nascer Se há-de chamar “Filho de Deus!”. E a Tua parenta Isabel concebeu também um filho, na sua velhice, e é este é o sexto mês daquela a quem chamavam estéril, porque, a Deus, nada é impossível». Maria disse então: «Eis a serva do Senhor, faça-se em Mim segundo a tua palavra». E o Anjo deixou-A.
Palavra da Salvação

Na Solenidade da Imaculada Conceição somos convidados a equacionar o tipo de resposta que damos aos desafios de Deus. Ao propor-nos o exemplo de Maria de Nazaré, a liturgia convida-nos a acolher, com um coração aberto e disponível, os planos de Deus para nós e para o mundo.

A Primeira Leitura mostra, recorrendo à história mítica de Adão e Eva, o que acontece quando rejeitamos as propostas de Deus e preferimos caminhos de egoísmo, de orgulho e de autossuficiência… Viver à margem de Deus leva, inevitavelmente, a trilhar caminhos de sofrimento, de destruição, de infelicidade e de morte.

A Segunda Leitura garante-nos que Deus tem um projeto de vida plena, verdadeira e total para cada homem e para cada mulher, um projeto que desde sempre esteve na mente do próprio Deus. Esse projeto, apresentado aos homens através de Jesus Cristo, exige de cada um de nós uma resposta decidida, total e sem subterfúgios.
O nosso texto afirma, de forma clara, que Deus tem um projeto de vida plena e total para os homens, um projeto que desde sempre esteve na mente de Deus. É muito importante termos isto em conta: não somos um acidente de percurso na evolução inexorável do cosmos, mas somos atores principais de uma história de amor que o nosso Deus sempre sonhou.

O Evangelho apresenta a resposta de Maria ao plano de Deus. Ao contrário de Adão e Eva, Maria rejeitou o orgulho, o egoísmo e a autossuficiência e preferiu conformar a sua vida, de forma total e radical, com os planos de Deus. Do seu “sim” total, resultou salvação e vida plena para ela e para o mundo.
A liturgia afirma clara e insofismável, que Deus ama os homens e tem um projeto de vida plena para lhes oferecer. Como é que esse Deus cheio de amor pelos seus filhos intervém na história humana e concretiza, dia a dia, essa oferta de salvação? A história de Maria de Nazaré, bem como a de tantos outros “chamados”, responde, de forma clara, a esta questão: é através de homens e mulheres atentos aos projetos de Deus e de coração disponível para o serviço dos irmãos que Deus atua no mundo, que Ele manifesta aos homens o seu amor, que Ele convida cada pessoa a percorrer os caminhos da felicidade e da realização plena. Já pensámos que é através dos nossos gestos de amor, de partilha e de serviço que Deus se torna presente no mundo e transforma o mundo?

Resumo da Reflexão preparada pelos Padres Dehonianos