A canonização de Frei D. Bartolomeu dos Mártires

0

Muito se fala, nos nossos dias, de sacerdotes (padres e pastores,) que, em vez de servirem a comunidade, servem-se dela, levando vida folgada, e, quantas vezes, desbragada.

Infelizmente, ainda há “sacerdotes”, que “tosquiam” suas ovelhas, em benefício próprio e dos seus.

Cai aqui bem, o que disse D. Frei Bartolomeu dos Mártires, sobre o dinheiro da igreja: “Do casal que herdei de meu pai, posso dispor à minha vontade. Enriquecer o meu sangue, com o alheio, que são bens da Igreja, deputados somente pera obras pias, não sei Teologia que o aconselhe nem consinta.” – “Vida de Frei Bartolomeu dos Mártires” de Frei Luís de Sousa, Vol. II, pág. 174, Ed. Sá da Costa, 1948.

O resto deste conteúdo é reservado a Assinantes. Por favor faça . Ainda não é Assinante? Torne-se Assinante!