Tancos. Um ministro, dezenas de militares e traficantes de armas acusados

0

Dois anos e três meses depois do grave assalto às instalações militares em Tancos, o Ministério Público (MP) acusa mais de 20 pessoas pessoas: um ex-ministro da Defesa, vários militares e traficantes de droga e armas. Dá como certa toda a investigação anterior e valida a tese de que o caso começou como um assalto aos paióis de Tancos se complicou depois de a própria PJ Militar ter participado na encenação da descoberta das armas, apenas para “passar a perna” à PJ que, entretanto tinha ficado com a responsabilidade do processo.

Azeredo Lopes é o único responsável político acusado. A versão do Ministério Público foi de que o ministro sabia de tudo, mesmo depois de ter afirmado várias vezes, até na Comissão de Inquérito da Assembleia, em sentido contrário. O ex-ministro está acusado dos crimes de denegação da justiça, prevaricação e abuso de poder.