Estado do Vaticano quer abolir o plástico

0

O Estado da Cidade do Vaticano começou a reduzir o consumo do plástico e espera ter abolido completamente o seu uso até ao final deste ano civil, tendo proibido a venda de plástico descartável, inspirados pela ‘Laudato si’.

“O segredo foi acolher no coração as diretrizes do Santo Padre na ‘Laudato si’. A Casa comum deve ser salvaguardada e nós devemos ser os primeiros”, disse o responsável pelo Serviço de Jardinagem e Limpeza Urbana do Vaticano.

Rafael Ignacio Tornini explicou que foi preciso muito trabalho para mudar “mentalidades” e os funcionários dos “resíduos especiais” tiveram também formação específica.

O sítio ‘Vatican News’ informa que a venda de plástico descartável foi proibida e esperam que até ao final do ano termine o stock, atualmente, 55% dos resíduos são diferenciados e o objetivo é em três anos conseguir uma meta de 70-75% de reciclagem.