«Deus o vento…»

0

Impressões da Terra Brasilis

“… eis o pó levantado; estes são os vivos. Parou o vento, eis o pó caído; estes são os mortos”. A reflexão, sublime, é do quiçá inigualável Padre Antônio Vieira, o lisboeta que veio ainda menino para o Brasil, consagrou-se à vida religiosa como jesuíta e encheu páginas da humanidade com poesia e sabedoria. Um dos prazeres que tivemos na encantadora Salvador foi visitar ambientes que Vieira pisou, como um mosteiro na parte alta da cidade. Nos dez anos de sua primeira estadia na Europa, como sacerdote, foi eleito pregador da corte de D.João IV, que o prestigiou e protegeu. Depois, Vieira voltaria ao Brasil, onde pregou com o vigor de sua coragem e o brilho de sua inteligência contra a escravidão de negros e índios. Granjeou, como é de se imaginar, feroz oposição do status quo da aristocracia agrária, sabidamente escravagista.

O resto deste conteúdo é reservado a Assinantes. Por favor faça . Ainda não é Assinante? Torne-se Assinante!