Mais um dia de vida

0

Agito-me, procuro algo, que desconheço sendo invadida por uma verdadeira sensação de vazio. O que busco na realidade? Alegria, tristeza, amor, desamor, inquietude, tudo dança ao meu redor, como se, na realidade, me quisessem envolver na teia de uma nova história que ainda não tinha entendido, nem possuía título, logo, torna-se necessário encontrar o fio condutor. Ou talvez não. Vai surgindo com o decorrer da narrativa. Aborreço-me, sinto-me algo contrariada, sem rumo traçado. Olho através da janela. Monotonia. Nada de interessante, nada de novo. O mesmo de sempre. Mas será que a vida tem obrigatoriamente que possuir sempre movimento, agitação, novidade? Depende do que sentimos, do nosso estilo de vida, dos nossos sentimentos. Todos somos diferentes, possuímos variados percursos e diferentes estilos de vida.

O resto deste conteúdo é reservado a Assinantes. Por favor faça . Ainda não é Assinante? Torne-se Assinante!