Saber sofrer

0

Acabou o mês de Maio, mês das flores e preferencialmente dedicado a Nossa Senhora. No final do mês de Abril, muito no início do tempo pascal, autopropus um desafio a cumprir, uma peregrinação a pé da minha cidade de Lisboa até Nossa Senhora de Fátima, onde coloco muitas vezes pedidos de ajuda, agradecimentos, mas acima de tudo onde vou recuperar ânimo para continuar as jornadas do dia-a-dia apesar de todos os obstáculos que encontro. Não fui cumprir uma promessa, fui em acção de graças do que já vivi e para entregar a incógnita do futuro. Não foi apenas uma peregrinação individual, levei comigo muitas intenções, especialmente da minha Família e de muitos amigos. Tinha consciência que seria um desafio audaz, até porque era uma absoluta incógnita para o que iria ser e além disso não tenho espírito de escuteiro e também não conhecia ninguém no grupo. Acredito que Alguém tudo Fez para eu ir nessa peregrinação, só me deixei levar.

O resto deste conteúdo é reservado a Assinantes. Por favor faça . Ainda não é Assinante? Torne-se Assinante!