O último livro que li…

0

O Homem Light, de Enrique Rojas

Um livro que à partida nos parece ser mais um slogan, inserido num contínuo de produtos a aconselhar, porque “não fazem mal à saúde”. Mas, esta obra é, antes pelo contrário, uma chamada de atenção ao que nas últimas décadas o homem se foi tornando no mundo ocidental.

A aparente caricatura que o autor nos dá dum perfil do ser humano vulgar, é uma crítica e uma denúncia a uma cultura que perdeu o seu “ADN” e se tornou soft, excessivamente centrada em si, no seu ego vazio, permissivo, híper tolerante ou indiferente, sem valores superiores ou ideais transcendentes, muito materialista, consumista, hedonista e vulnerável.

O resto deste conteúdo é reservado a Assinantes. Por favor faça . Ainda não é Assinante? Torne-se Assinante!