O tiro pela culatra

0

Impressões da Terra Brasilis

Já relatei algures esta historieta, que de tão trivial é verdadeira. Um amigo visitava um casal e suportava a chatice do filho único da casa. Tratava-se de um menino intragável, xarope, no estilo que deseja protagonismo nem que tenha que pôr fogo no rabo do gato. O visitante fazia enorme esforço para se conter. Lá pelas tantas o azougue aprontou acima do limite de tolerância dos pais e levou a pior. O visitante, encorajado enfim pela reviravolta que se impunha naquela casa, aplaudiu o súbito rigor, que no fundo julgava apenas como fruto da enorme desídia dos pais. Qual não foi sua surpresa quando ficou em situação delicada: os pais esqueceram do filho malcriado e passaram a revelar sua indignação quanto à indelicada observação do visitante.

O resto deste conteúdo é reservado a Assinantes. Por favor faça . Ainda não é Assinante? Torne-se Assinante!