Procurador anuncia que vai acusar Benjamin Netanyahu, mas só depois de o ouvir

0

O procurador-geral de Israel, Mordechai Mendelbilt, decidiu finalmente o que fazer em relação a quatro casos de fraude, corrupção e tráfico de influências em que era suspeito o primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu. Anunciou que vai ouvir ainda Netanyahu em audiência, mas acredita ter provas suficientes para o acusar em três dos casos.

A decisão é tomada a pouco mais de um mês de eleições legislativas antecipadas, convocadas pelo próprio Netanyahu, aparentemente na expectativa de que as iria vencer.