Estudo conclui que o glifosato aumenta em 41% o risco de cancro

0

Não é um estudo, é a avaliação (levada a cabo por um grupo de investigadores da Universidade de Washington) de vários estudos anteriores sobre o glifosato, substância química presente na maior parte dos herbicidas vendidos no mundo. E as conclusões, publicadas na revista Mutation Research – e divulgadas pela CNN –, revelam que a utilização de herbicidas com glifosato aumenta em 41% o risco de cancro, nomeadamente do linfoma não-Hodgki.

A Agência Internacional para a Investigação do Cancro, da Organização Mundial de Saúde, classificou em 2015 o glifosato como “provavelmente cancerígeno para humanos”.

PORRENASCENÇA