Jovens são antídoto contra «nacionalismos», diz o Papa após JMJ no Panamá

0

O Papa Francisco disse no Vaticano que os jovens representam um antídoto aos nacionalismos, falando da experiência que viveu na última Jornada Mundial da Juventude.

“Ver todas as bandeiras desfilar juntas, dançando nas mãos dos jovens alegres por se conhecerem é um sinal profético, um sinal que vai contra acorrente da triste tendência atual dos nacionalismos conflituosos de hoje, que levantam muros e se fecham à universalidade, ao encontro os povos. É um sinal de que os jovens cristãos são fermento de paz no mundo”, referiu, durante a audiência pública semanal que decorreu no auditório Paulo VI.

PORECCLESIA