Depois de quatro meses de impasse, Suécia tem Governo que deixa extrema-direita de fora

0

A Suécia já se preparava para eleições antecipadas. Mas, na semana passada, Löfven, do Partido Social-Democrata (centro-esquerda), conseguiu alcançar um acordo histórico com o Partido Popular Liberal (centro-direita), com os Verdes (centro-esquerda) e com o Partido do Centro (centro-direita), para formar maioria parlamentar e assim liderar o Governo.
As eleições de Setembro geraram um impasse registando-se um empate entre esquerda e direita. A extrema-direita, representada pelos Democratas Suecos (partido com raízes neo-nazis), conquistaram 18% dos votos e garantiram 62 deputados.