O «2099»: Um rapaz endiabrado

0

D. Thomaz da Câmara, era moço destemido e corajoso; defensor aguerrido da monarquia: Não por capricho ou interesse pessoal, mas por estar convencido que era o melhor regime para a Pátria. Tinha vinte e um anos – então a maior idade, – e tanto evidenciou-se, e tanto lutou pela causa que abraçara, que acabou por ser preso, arguido como perigoso conspirador.

O resto deste conteúdo é reservado a Assinantes. Por favor faça . Ainda não é Assinante? Torne-se Assinante!