Igreja celebra Dia Mundial da Paz com atenção aos «vícios» da política

0

A Igreja Católica vai iniciar o ano de 2019 com a celebração do 52.º Dia Mundial da Paz, na qual o Papa alerta para uma política distante do “serviço à coletividade humana” que se torna “instrumento de opressão, marginalização e até destruição”.

Num documento intitulado ‘A boa política está ao serviço da paz’, Francisco reflete sobre as “virtudes” e os “vícios” da política, e abre também uma janela de reflexão para os atos eleitorais que vão acontecer ao longo do novo ano.

No seu documento, o Papa aponta 12 vícios que atualmente retiram “credibilidade aos sistemas dentro dos quais ela se realiza, bem como à autoridade, às decisões e à ação das pessoas que se lhe dedicam”.