Ecumenismo: Prior de Taizé defende globalização «humana» que supere fixação económica e financeira

0

O prior da comunidade ecuménica de Taizé disse à Agência ECCLESIA, em Madrid, que é necessária uma globalização mais “humana”, que supere a fixação na vertente económica e financeira.

“Não partilhamos verdadeiramente as nossas culturas, não ouvimos realmente os outros. Só queremos vencer, neste mundo globalizado, queremos ganhar alguma coisa, mas não descobrimos a riqueza dos outros”, referiu o irmão Alois, durante o 41.º Encontro Europeu de Jovens, que decorreu até 1 de janeiro de 2019, na capital espanhola.