Liberdade religiosa deteriorou-se. Cristãos são principais alvos

0

O mais recente relatório da Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) analisa a situação da liberdade religiosa em 196 países, entre junho de 2016 e junho de 2018, e as conclusões são claras: nos últimos dois anos 75% das perseguições religiosas foram contra cristãos, e a situação dos grupos religiosos minoritários deteriorou-se em 18 dos 38 países onde há violações significativas da liberdade. Alguns são já referências habituais nos relatórios da instituição.

PORRENASCENÇA