Vaticano alerta para a «estagnação» no processo de desarmamento nuclear

0

O observador permanente da Santa Sé junto da Organização das Nações Unidas recordou os acidentes nucleares de Chernobyl e Fukushima para realçar a urgência de medidas que assegurem a utilização deste tipo de energia para fins pacíficos.

Num depoimento proferido durante uma assembleia geral da ONU, dedicada aos efeitos da radiação atómica, D. Bernardito Auza considerou ser “da máxima importância que a comunidade internacional adote grande precaução no uso da energia nuclear”.