Tancos. Marcelo quer rapidez na investigação

2

O Presidente da República ressalva que é preciso rapidez para que se evitar “uma decisão, uma hesitação, uma suspeição na opinião pública”.

“A mim o que me preocupa, como Presidente da República e Comandante Supremo das Forças Armadas, é que tudo seja apurado. Tenho-o dito desde há um ano e meio. E que seja o mais rápido possível, para que não haja uma indecisão, uma hesitação, uma suspeição na opinião pública, isto é, nos portugueses”, afirmou.

“Tudo o que seja necessário fazer para investigar, que se faça”, acrescentou, de forma perentória.