Hospitais privados fazem o dobro das cesarianas do público

0

O alerta é do relatório anual do Observatório Português dos Sistemas de Saúde (OPSS) que destaca que esta é uma diferença que “nenhuma regra de boas práticas ou combinação de risco pode explicar”.

Henrique Barros, porta-voz do OPSS, investigador e professor catedrático de medicina, admite que esta enorme diferença entre público e privado nas cesarianas pode ter na base interesses económicos, mas também questões culturais e formas diferentes de encarar o parto – tudo menos critérios médicos -, numa altura em que se sabe que esta forma de nascer tem riscos para as mães e piora a saúde dos bebés e das futuras crianças e adultos.